Se você costuma sofrer constantemente com alguma dor de cabeça, é fundamental que entenda qual o tipo dela e o que a provoca, para que consiga o tratamento ideal. Muita gente sofre com intensas dores e simplesmente se auto medicam, na esperança de aquilo seja o suficiente… Acredite, fazer isso pode piorar ainda mais sua situação.

Mas quando saber qual o momento certo de procurar por um médico? Bem, essa é uma dúvida que abrange milhares de pessoas, afinal, todo mundo sofre com dor de cabeça de vez em quando. No entanto, se ela passa a atrapalhar seu sono, se passa a ser mais forte de um lado da cabeça, ou se vem acompanhada de perda de visão ou dormência… Já são ótimos motivos para marcar uma consulta. O recomendado é que se você sente qualquer dor de cabeça que venha de 3 a mais vezes por mês, durante 3 meses ou mais, procure imediatamente por um médico.

Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo as dores de cabeça mais populares, para te ajudar a entender se passa por algo parecido.

Dor de cabeça tensional

Também chamada de Cefaleia tensional, é o tipo de dor de cabeça mais comum e está relacionada à tensão muscular. Normalmente, é possível sentir dor ou pressão ao redor da cabeça, mas principalmente nas têmporas, ou parte de trás da cabeça e pescoço. Não é grave ao ponto de impossibilitar que a pessoa continue suas atividades diárias, nem mesmo provoca náuseas ou vômito.

Especialistas acreditam que esse tipo de dor pode ser ocasionada por intensas contrações musculares na região, podendo surgir ainda como resposta ao estresse. Normalmente, um simples analgésico pode resolver o problema.

Enxaqueca

A enxaqueca é a mais complexa entre todas as dores do gênero. Ela pode variar em seu grau de intensidade, se apresentando desde formas mais moderadas, até mais graves. Como se não bastasse, ela ainda pode durar entre poucas horas, ou até mesmo dias. Pode vir acompanhada de náuseas e maior sensibilidade ao som e à luz.

Alguns fatores genéticos podem fazer com que uma pessoa seja predisposta a desenvolver enxaqueca, mas as condições do ambiente em que vive também podem ser determinantes. No entanto, o diagnóstico deve ser feito a partir de alguns critérios. Para isso, a pessoa precisa ter apresentado pelo menos cinco episódios anteriores de fortes dores de cabeça, devem ter durado entre 4 a 72 horas, e ainda impossibilitado a pessoa de continuar suas atividades diárias.

Cefaleia em salvas

Também conhecida como “dor de cabeça suicida”, é uma das dores mais severas que alguém pode sentir. Embora não seja tão popular pelo nome, a dor se caracteriza por ser praticamente insuportável. Ao contrário da enxaqueca, esse tipo de cefaleia acontece de forma sazonal e a pessoa não consegue ficar quieta. Por ser algo menos conhecido, pode ser que o paciente leve anos até que seja diagnosticado de maneira correta. O tratamento pode ser feito por meio de medicação, ou até mesmo para aliviar as crises que ocorrem eventualmente.

Dor de cabeça da Sinusite

Quando há dor de cabeça ocasionada pela sinusite, é comum que o desconforto surja na região do seio da face. É provocado devido a inflamações ou infecções que geralmente vem acompanhado de entupimento nasal e coriza amarelada ou clara. O tratamento pode ser feito com o uso de antibióticos, anti-histamínicos ou descongestionantes nasais.

Dores de cabeça hormonais

Esses são casos bastante específicos e costumam ocorrer principalmente com mulheres. Durante o período menstrual, gravidez ou menopausa, é mais comum que esse tipo de dor apareça devido a alterações hormonais. Também é comum que as pílulas anticoncepcionais provoquem dores do tipo.

Dor de cabeça efeito rebote

Nesse caso, o efeito rebote é provocado pelo uso excessivo de analgésicos. Por exemplo, você sente uma dor e logo toma remédio, mas assim que o efeito dele passa, sua dor de cabeça volta como “rebote”. Acontecem praticamente todos os dias e segundo teorias, quando você toma muita medicação seu cérebro muda e entra em estado de excitação, o que provoca ainda mais dores. É como se ele se tornasse dependente e reagisse desa forma. Portanto, tome cuidado…

E então pessoal, o que acharam? Sentem algum tipo de dor aqui mencionado? Nunca deixe de procurar por um médico! Aproveitem e compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Essa matéria Descubra o que sua dor de cabeça tem a dizer sobre sua saúde foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

Vía fatosdesconhecidos | Ver post original